quinta-feira, 7 de maio de 2015

Les Paul Condor CLP II S

Share it Please

Minha nova aquisição.
Uma guitarra honesta, equilibrada, uma Les Paul com seus graves característicos mas com brilho e agudos interessantes e presentes.
Considerando o preço que paguei neste instrumento (que segundo informações do dono anterior possui mais de 5 anos de uso), foi um dos melhores investimentos que já fiz, considerando o custo benefício.

Posto isso, é importante deixar claro que esta é uma guitarra boa mas mediana, ou seja, não vou ficar dizendo asneiras como: "pra que pagar dez mil reais numa Gibson, se dá pra fazer o mesmo com uma Condor dessas?".
É óbvio que a guitarra está numa classificação média, dá pra tocar, pra gravar, dá para usa-la para fins profissionais sem maiores problemas, mas acho válido informar que falta a robustez de uma guitarra superior, falta cuidado em alguns detalhes de acabamento. Não que a guitarra seja mal-feita, mas olhando com cuidado, percebe-se algumas pequenas falhas. O braço precisa de uma regulagem mais apurada, o nut é um pouco alto, resultando em variações na afinação entre corda solta e corda pressionada, principalmente na corda sol.

O timbre é bem interessante, conforme dito acima. Já fiz alguns testes em meu home-studio, inclusive gravei um tema de pseudo jazz, que pode ser escutado aqui.

Pelas fotos, dá pra ver a beleza do tampo em goldtop, as marcações em madrepérola do braço, o charme da cor branca envelhecida naturalmente dos frisos, botões e escudo. É uma guitarra que chama a atenção pela beleza das cores e das formas, com poucas variações no design em comparação com uma Les Paul Gibson.

Uptade:
Tocando 'Dee' (Randy Rhoads), com a Condor no amp Fender Hot Rod Deluxe III:


Um comentário:

Flickr

Blogroll

About