Pink Floyd lança documentário sobre Wish You Were Here


Já encomendei em DVD "The Story of Wish You Were Here", documentário que relata as histórias por trás da criação do 9º disco de estúdio da banda inglesa Pink Floyd.

Enquanto o DVD não sai, comentemos um pouco sobre o álbum.
Como todo trabalho da banda, este disco traz muitas curiosidades além da maravilha música:

A capa é mais uma das criações de Storm Thorgerson, e o rapaz pegando fogo na foto original do álbum realmente estava em chamas na hora do clique, porém estava usando uma roupa à prova de fogo por baixo do terno, e uma peruca por cima de uma proteção na cabeça. Por causa da direção do vento, ele ficou à esquerda na hora da foto, mas a imagem foi invertida para a capa.

É o disco do Pink Floyd preferido de David Gilmour e Richard Wright. Que por acaso, são os destaques do  início da faixa que abre o disco, Shine On You Crazy Diamond Part I.

O tema central do disco é a saudade, a ausência de pessoas queridas. E Shine On e Wish You Were Here focam, claro, a ausência e a criatividade de Syd Barret, o fundador do grupo. E, coincidentemente ou não, eis que o próprio aparece nos estúdio de Abbey Road, onde estava sendo gravado o disco, completamente diferente (careca, barrigudo), assustando de certa forma os músicos, que a princípio nem o reconheceram. Pensando nisso, as antíteses presentes na letra de 'Wish You Were Here' ganham mais significado.


Welcome to the Machine e Have a Cigar, por sua vez, são críticas à indústria musical.

A faixa Have a Cigar tem os vocais de Roy Harper porque Waters estava com problemas na voz na ocasião, visto que fizeram shows durante a gravação do disco; Gilmour não quis cantar na música, e convidou Roy Harper que gravava seu próprio disco no estúdio ao lado, também em Abbey Road. Gilmour retribuiu a gentileza gravando algumas guitarras no disco de Harper.

Nick Mason não é creditado em nenhuma das faixas de Wish You Were Here.

A introdução de Shine On foi feita enchendo-se vários copos com diferentes líquidos e passando-se o dedo nas bordas de cada taça; a captação desses sons foram dobradas e harmonizadas (o acorde de sol menor majestoso da base), criando o clima para Wright e Gilmour viajarem. E a guitarra ouvida aos 03:54 minutos (ouça no vídeo abaixo) foi apenas um improviso de Gilmour no qual Waters criou a ideia geral da canção.

Comentários

Postagens mais visitadas