terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Modificando uma guitarra Shelter

Share it Please

Antes de tudo, dois avisos:
1) esta modificação foi feita em 2007, não possuo mais a guitarra e não lembro exatamente de todos os passos na modificação.
2) Pirataria é crime! Nunca foi minha intenção falsificar a guitarra, mas apenas deixa-la parecida com uma Fender. Quando a vendi, anos depois, o comprador sabia exatamente o que estava comprando.

Bom, esta foi a primeira modificação que fiz em um instrumento, junto com meu amigo Joe Bass. Tudo foi feito em 2007, e devido a pedidos, vou relatar em fotos cada passo do processo de modificação.

De início, comprei uma strato Shelter já bem usada, por aproximadamente R$ 200,00. O antigo dono havia arrancado o nome do headstock, bem como trocado o captador da ponte por um Tagima comum. Ele também escalopou levemente os últimos trastes, e detonou a pintura, chegando a dar tiro de chumbinho na frente do corpo!

Pra começar a mod, usei um removedor de tinta no corpo.

Foi um trabalho que demorou bastante, feito em diversos passos. A guitarra nem tinha mais a capa das molas, e o antigo dono havia queimado algumas áreas da pintura.
Removida a pintura, comecei a lixar, primeiro com lixas grossas (200, 400) e indo até a lixa 1200. Também foi um trabalho de vários dias, feito com calma e esmero.
Dá pra ver que a guitarra, uma Shelter cujo modelo é de uma linha depois da FST62, tem corpo sólido de 3 partes. Não é Alder, claro, porque o corpo é bem leve, mas deve ser um basswood ou algo parecido, uma boa madeira, pena o talho do buraco dos captadores ser do tamanho de uma piscina!
Alguém se arrisca a decifrar o texto ali? Coreano? Chinês? Indonésio?
Nesta parte do processo vale lembrar que deixei o corpo realmente liso, depois de muito tempo de lixagem.

A parte do braço ficou a cargo do meu amigo Joe, que fez a modificação do headstock. Era assim:
E ficou assim, sem o bico de papagaio:

Voltando ao corpo: Joe passou uma seladora e depois levou a um funileiro amigo que pintou com spray, usando uma tinta metálica que o Joe havia comprado para sua bicicleta!
Nas primeiras demãos, ainda dava pra ver os veios da madeira.
No final da pintura, a guitarra já reluzia seu belo azul metálico.

Agora, a customização do headstock: Comprei no Mercado Livre uns adesivos da Fender e colei na guitarra, já avisando de antemão que nunca tentei falsificar a guitarra. Aliás, uma dica pra descobrir de cara que a guitarra não é Fender é que as Fenders originais tem uma madeira escura ao redor do buraco do tensor (aquele buraco logo depois do fim do braço)
É sempre bom avisar porque ainda tem muita gente que compra instrumento falsificado achando que é original. É necessário pesquisar bastante antes de comprar um instrumento usado.

Outro passo: o Joe polindo o corpo da guitarra, usando massa de polir de carro mesmo.

Outra modificação importante: eu tinha um escudo branco de 3 camadas de uma Fender Southern Cross e coloquei para combinar com o azul do corpo.

Depois do adesivo colado, o Joe envernizou o headstock novamente para dar o acabamento final.

Um outro amigo, formado em eletrônica, fez as devidas soldas no jack e finalizamos!

Detalhe da finura do corpo, o que acho esteticamente muito interessante.


Outro acréscimo foi a tampa das molas, que também retirei da Fender Southern Cross.

Particularmente, achei que a guitarra ficou muito bonita, e é bem gostosa de tocar, pois já era regulada pelo antigo dono, e o timbre é bem magro como uma strato de ash.

E uma foto de corpo inteiro para terminar a postagem:







5 comentários:

  1. Parabéns pelo trabalho arduo amigo,realmente ficou linda a guita,tenho uma FST62 antigona das primeiras e gosto muito dela,o headstock ganchota particularmente acho feio,e vcs fizeram um trabalho excelente nele,vcs trocaram somente o escudo branco da Fender e a tampa das molas,ñ trocou captadores e ponte?...mais uma vez parabéns pelo trabalho e com certeza o novo proprietário deve estar muito feliz...abraço.

    ResponderExcluir
  2. Amigo, vc ainda tem a Fender Southern Cross??? Pelo menos o braço??

    ResponderExcluir
  3. Parabéns!
    Se voce quiser fotos de guitarras que "transformei" em Fender, com o objetivo de simplesmente ver como ficavam, peça pelo meu e-mail:
    claudiofanaya@gmail.com
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi amigo trabalho extraordinário parabéns a cor azul é minha favorita kkkk.Amigo vi no youtube uns americanos customizando guitarra com spry quero modificar a minha também sabe como eu faço o efeito sunburt com spry ou tintas apropriadas mesmo obrigado.

    ResponderExcluir

Flickr

Blogroll

About